Nascar
19/02/2017 15:04

Hamlin e Keselowski se batem na última volta e Logano herda vitória no Clash da Nascar em Daytona

Denny Hamlin e Brad Keselowski tinham carros ótimos, mas não tiveram a paciência para evitar acidentes. A dupla se enroscou, o que entregou a vitória de bandeja para Joey Logano no Clash, corrida extracampeonato da Nascar
Warm Up
VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 
Não adianta ter um carro muito rápido se o piloto não é capaz de o levar até o final. Essa é uma lição que Denny Hamlin e Brad Keselowski aprenderam neste domingo (19) em Daytona: brigando pela liderança na última volta no Clash, corrida extra-campeonato, os dois se enroscaram e ficaram para trás. Melhor para Joey Logano, que herdou a liderança e levou a primeira vitória de 2017.
 
Kyle Busch, que escapou da confusão, cruzou a linha de chegada em segundo. O problema é que o #18 precisou tirar o pé do acelerador, ficando incapacitado de atacar Logano. Alex Bowman, fazendo sua última aparição como piloto do #88, foi o terceiro.
 
Danica Patrick cruzou a linha de chegada em quarto, com o companheiro Kevin Harvick em quinto. O resultado dos dois deixa claro que a Stewart-Haas não enfrenta problemas após trocar a Chevrolet pela Ford.
Joey Logano vence o Clash em Daytona (Foto: Nascar Media)
O resultado da prova é uma grande decepção para a Joe Gibbs, que parecia ter a vitória na mão com dois giros para o fim. Hamlin contava com o apoio de Daniel Suárez e Matt Kenseth, que vinham atrás e não atacavam. Mas, conforme cada piloto começou a pensar mais em si do que nos outros, a formação da escuderia se desmantelou. Melhor para a Penske, também muito forte em Daytona.

Além do acidente na última volta, outros pilotos ficaram pelo caminho. Kurt Busch foi atingido por Jimmie Johnson ainda na primeira voltas e deu adeus. O próprio Johnson bateu sozinho pouco depois e enfrentou o mesmo destino. Mais tarde, Truex errou e também encheu o muro.

Depois da corrida de exibição, os pilotos começam a pensar nas 500 Milhas de Daytona. O treino classificatório será disputado ainda neste domingo (19).
O acidente da última volta (Foto: Reprodução/Twitter)
Saiba como foi o Clash em Daytona
 
A largada foi dada às 13h35 (de Brasília). Na mesma hora, Brad Keselowski se certificou de que a pole-position seria convertida em liderança nas primeiras voltas. Jamie McMurray, Kevin Harvick, Denny Hamlin e Joey Logano o seguiam de perto no princípio.
 
Era apenas o começo de uma corrida de 75 voltas, mas todos já estavam agitados. Logo se formaram três fileiras de carros, com bastante ação entre os ponteiros. No décimo giro, Hamlin chegou muito perto de ultrapassar Keselowski, mas não foi capaz de concretizar a manobra.
 
A primeira bandeira amarela da temporada veio na volta 16. Jimmie Johnson perdeu a traseira na saída da curva 4 e tocou em Kurt Busch. Pior para o #41, que bateu com força contra o muro externo e deu adeus a qualquer chance de vitória. O #48 deu sorte e escapou virtualmente ileso.
 
Com a amarela, todos decidiram ir aos boxes, com os ponteiros trocando dois pneus. Kyle Busch tomou a liderança, com Keselowski logo atrás. O #2, aliás, arranjou um problema na sequência: por conta de uma violação nos boxes, seria necessário pagar um drive-through, caindo para 15º.
Denny Hamlin perdeu a vitória na última volta (Foto: Nascar Media)

Na relargada, Kyle Busch viu o companheiro Kenseth subir para segundo. Logano, McMurray e Larson os acompanhavam de perto.
 
Mas a bandeira verde foi breve. Na volta 25, o primeiro segmento se encerrou, o que trouxe a amarela. Uma volta antes da interrupção, alguns pilotos optaram por parar. O resto foi aos boxes no giro seguinte.
 
Por parar um pouco antes, Hamlin virou líder. Kenseth e Suárez vinham pouco atrás, sem arriscar muito contra o companheiro de equipe. Trabalhando junto, o trio conseguiu abrir vantagem sobre o resto do pelotão. Quem vinha atrás logo formou fila única, tentando evitar qualquer risco.
 
O segundo acidente do dia, na volta 49, foi outra cortesia de Johnson. Uma vez mais, o #48 perdeu a traseira, agora indo com força contra o muro. Metade do pelotão aproveitou o momento para trocar pneus. Todos tinham combustível para ir até o final, então era apenas uma manobra de estratégia.
 
Na relargada, o quarteto da Joe Gibbs entrou em sintonia. Hamlin, Suárez, Kenseth e Kyle Busch eram os quatro primeiros. Em fila indiana, o grupo não era ameaçado. Mas era questão de tempo – faltando 16 voltas, a intensidade da prova ainda iria aumentar.

E aumentou. Na volta 60, 15 antes do fim, Truex tentou ultrapassar Larson, mas acabou tocando. O #78 perdeu a traseira, rodou e bateu em Chris Buescher. O #42 teve sorte e escapou apenas com alguns riscos na frente do carro. Mais uma bandeira amarela.
 
A relargada foi dada com 11 voltas para o fim. Hamlin seguiu em primeiro, ainda com Suárez e Kenseth atrás. Fora do top-3, tudo era uma zona: os carros não conseguiam se organizar para atacar os ponteiros.
 
Se os Toyotas estavam fortes por conta da organização, os Fords decidiram entrar no jogo. Logano era apoiado por Harvick e tentava formar uma segunda fila de carros, mas não tinha a força necessária para vir para cima.
 
Com duas voltas para o fim, tudo ficou em aberto. Isso porque Keselowski cresceu muito e, com apoio dos outros Fords, chegou para brigar de igual para igual com Hamlin. Na curva 1, os dois se tocaram e perderam muita velocidade. Não causaram um big-one por causa do talento, mas a vitória já tinha ido embora. Joey Logano passou pelos dois e se consagrou.

Nascar 2017, Clash, corrida, final:

1 22 JOEY LOGANO EUA PENSKE FORD 75 voltas  
2 18 KYLE BUSCH EUA JOE GIBBS TOYOTA +1.121  
3 88 ALEX BOWMAN EUA HENDRICK CHEVROLET +1.139  
4 10 DANICA PATRICK EUA STEWART-HAAS FORD +1.187  
5 4 KEVIN HARVICK EUA STEWART-HAAS FORD +1.965  
6 2 BRAD KESELOWSKI EUA PENSKE FORD +2.235  
7 24 CHASE ELLIOTT EUA HENDRICK CHEVROLET +2.287  
8 19 DANIEL SUÁREZ MEX JOE GIBBS TOYOTA +2.441  
9 37 CHRIS BUESCHER EUA JTG DAUGHERTY CHEVROLET +4.552  
10 1 JAMIE McMURRAY EUA GANASSI CHEVROLET +6.025  
11 20 MATT KENSETH EUA JOE GIBBS TOYOTA +8.046  
12 3 AUSTIN DILLON EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +8.355  
13 11 DENNY HAMLIN EUA JOE GIBBS TOYOTA +1 volta NC
14 42 KYLE LARSON EUA GANASSI CHEVROLET +14 voltas NC
15 78 MARTIN TRUEX JR. EUA FURNITURE ROW TOYOTA +15 voltas NC
16 48 JIMMIE JOHNSON EUA HENDRICK CHEVROLET +27 voltas NC
17 41 KURT BUSCH EUA STEWART-HAAS FORD +59 voltas NC


Últimas Notícias
quinta-feira, 23 de novembro de 2017
F1
Indy
MotoGP
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook