Outras
14/02/2017 14:00

CBA repassou R$ 780 mil a cunhada de presidente, revela reportagem. Entidade se cala sobre denúncia

Um novo escândalo mancha ainda mais a gestão de Cleyton Pinteiro à frente da Confederação Brasileira de Automobilismo. De acordo com reportagem publicada pelo jornal ‘Folha de S.Paulo’, a entidade repassou cerca de R$ 780 mil para empresa da sua cunhada, localizada em Pernambuco. A CBA não se posicionou a respeito
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
 
Quase um ano depois da explosão do escândalo dos comissários da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) na Stock Car, uma nova reportagem publicada pelo jornal ‘Folha de S.Paulo’, publicada nesta terça-feira (14), promete manchar ainda mais a gestão de Cleyton Pinteiro, que se encerra no próximo 20 de março. De acordo com texto assinado pelos jornalistas Eduardo Rodrigues e Paulo Roberto Conde, a entidade manteve por quatro anos um contrato que repassou cerca de R$ 780 mil para uma empresa da cunhada de Pinteiro, Nailda Rodrigues, sediada em Pernambuco, berço do dirigente.
 
A Nailda Rodrigues Lima Produção e Promoção de Eventos Desportivos foi criada em março de 2011. A empresa é baseada em Torrões, bairro da capital pernambucana, Recife. Contudo, não há registro de grandes atividades voltadas ao esporte a motor no estado de forma regular. Apenas um circuito costuma receber competições: o de Caruaru, no sertão pernambucano.
Cleyton Pinteiro e a cunhada, Nailda Rodrigues (Foto: Arquivo Pessoal)
Segundo a reportagem, a NR Lima Racing, nome fantasia da Nailda Rodrigues Lima Produção e Promoção de Eventos Desportivos, recebeu, entre 2011 e 2015, R$ 14 mil por mês para elaborar eventos para a CBA. A empresa encerrou suas atividades justamente no fim de 2015.
 
A relação contratual entre a CBA e a NR foi alvo de investigação do Ministério Público. Entretanto, o processo foi arquivado. O conselho fiscal da CBA jamais se posicionou de forma contrária ao contrato entre as duas partes.
 
A reportagem da ‘Folha de S.Paulo’ procurou a CBA e também Nailda Rodrigues para esclarecer os fatos revelados na matéria. Nenhuma das partes citadas no texto se manifestou. A entidade disse que acordos já encerrados são enviados a um arquivo geral, mantido por uma empresa terceirizada. Não houve tempo para reaver os documentos, em que pese o primeiro contato da reportagem com a CBA já ter sido feito há mais de 20 dias antes da publicação da matéria.
 
O GRANDE PRÊMIO também entrou em contato com a cúpula da CBA. Até o momento, Cleyton Pinteiro não foi encontrado para falar a respeito. Waldner Bernardo, presidente eleito da entidade, ainda não respondeu, bem como a assessoria de imprensa da Confederação Brasileira de Automobilismo.
 

PADDOCK GP #64 RECEBE FELIPE GIAFFONE E DEBATE CRISE NA F-TRUCK


Últimas Notícias
segunda-feira, 21 de agosto de 2017
F1
domingo, 20 de agosto de 2017
Indy
F-Inter
Indy
Rali
Indy
DTM
F1
Nascar
F3
DTM
F3
Indy
Rali
Superbike
Galerias de Imagens
Facebook