Rali
13/01/2017 17:05

Gonçalves domina penúltima especial do Dakar, mas Sunderland aproxima KTM de mais um título nas motos

Paulo Gonçalves controlou a penúltima especial do Rali Dakar 2017 desde o começo e segurou a vitória com direito até a dobradinha da Honda com Joan Barreda em segundo. Sam Sunderland cruzou em quarto e, com mais de 33min de liderança, se aproxima do título. Nos quadriciclos, Sergey Karyakin domina e fica muito perto de ser campeão
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro
Rali Dakar 2017, 11ª etapa
San Juan (ARG) – Río Cuarto (ARG)
Trecho cronometrado: 288 km
Trecho total: 754 km
 

Em dado momento no final da segunda perna da 11ª etapa do Rali Dakar 2017, nesta sexta-feira (13), parecia entregar ao líder Sam Sunderland a forma traiçoeira tradicional com a qual a competição está acostumada a tratar pilotos. Mas o inglês da KTM se recuperou e conseguiu chegar a 7min25 do vencedor a última especial longa do Dakar, Paulo Gonçalves. Sunderland vai para o último dia precisando apenas segurar uma diferença de 33min09 para Matthias Walkner. Se fizer isso, será campeão.
 
Gonçalves, diga-se, controlou a etapa e só enfrentou sobressalto quando viu Joan Barreda se aproximando rapidamente no último trecho, já próximo a Río Cuarto. O português e o espanhol não trocaram de posição e garantiram uma dobradinha para a Honda. Adrien van Beveren foi o terceiro, à frente de Gerard Farres Guell, Sunderland, Pierre Alexander Renet, Franco Caimi, Stefan Svitko, Walkner e Adrian Metgé.
 
O austríaco Walkner, que ainda tentava tirar um coelho da cartola na perseguição a Sunderland passou por uma especial muito complicada onde ficou mais para trás e viu suas chances de ser campeão do Dakar serem praticamente enterradas. 
Sam Sunderland lidera o Rali Dakar nas motos (Foto: Red Bull Content Pool)
Sunderland encaminha mais um título para a KTM
 
O começo da etapa foi complicado para Michael Metge, que havia vencido a etapa da quinta-feira e viu suas chances irem caindo por terra após uma penalização por errar um ponto de cronometragem, seguiu o azar nesta penúltima etapa após ter problemas na moto da Honda logo nos primeiros quilômetros. Nada comparável, porém, ao que viveu Iván Cervantes. O espanhol caiu da moto pouco após a marca de 75 km e não conseguiu reparar a moto. Cervantes vinha na 15ª colocação geral.
 
Entre os ponteiros do geral, Matthias Walkner não acompanhava o líder da especial, Paulo Gonçalves, na primeira parte da etapa e começava a se complicar. Especialmente porque o líder geral, Sam Sunderland, rapidamente já se colocava 4min à frente. 
 
Gonçalves, de fato, terminou a primeira parte do estágio à frente após um curto momento em que Adrian van Beveren se tornou o mais rápido entre todas as motos. Os dois cruzaram na frente, enquanto Joan Barreda passou em terceiro. E sem tomar muitos riscos, Sunderland ia controlando o estágio e terminando a primeira parte apenas 3min22s atrás de Gonçalves. Walkner, por outro lado, chegou 7min47s atrás. O terceiro colocado, Gerard Farres Guell, chegou 25s depois de Sunderland.
Paulo Gonçalves (Foto: Honda)
Na segunda parte do dia, Gonçalves seguiu colocando o ritmo que queria, segurando mais na liderança, enquanto Van Beveren seguia 35s atrás. Barreda vinha em terceiro, enquanto Sunderland começava a encostar. Walkner, por sua vez, continuava ficando cada vez mais tempo para trás. Já tinha 8min de desvantagem e perdeu mais 1min entre os WPs 4 e 5.
 
Extremamente confortável na classificação, Sunderland começou a ter de ligar o sinal de alerta. Seu ritmo foi caindo e caindo, até obrigá-lo a parar para ajustar a moto, perdendo vários minutos. E de quebra deixando a briga pelas primeiras colocações. O trecho final era de fato um fato complicador para os pilotos, visto que até Gonçalves perdeu tempo. Apenas Barreda, que a essa altura já passara Van Beveren, seguia no auge.
 
A especial final, que leva os competidores de Río Cuarto até Buenos Aires é bem mais curta, com apenas 64 km para definir o campeão do Rali Dakar em 2017.
Sergey Karyakin está com a mão no título do Rali Dakar (Foto: Reprodução/Twitter)
QUADRICICLOS
 
Karyakin domina e abraça primeira conquista do Dakar
 
Sem querer dar qualquer sopa para o azar, o líder da classificação geral, Sergey Karyakin, surgiu sem a menor parcimônia ou preocupação de gerenciar o equipamento na penúltima etapa do Rali Dakar 2017. O russo disparou desde que largou e abriu uma grande liderança na primeira perna na especial. Karyakin terminou a metade do dia com 11min21s de vantagem para Nelson Sanabria Galeano.
 
O único piloto que conseguia seguir o russo era Axel Dutrie, que, embora um tanto quanto distante, ainda conseguia se segurar numa distância de possível ataque. Mas na marca de 80 km, acabou perdendo uma roda do quadriciclo e tendo que se atrasar muito para realizar os reparos necessários. 
 
O segundo colocado na classificação geral e único adversário real de Karyakin naquele momento, Ignacio Casale, não ajudou sua causa. Foi o quarto a chegar, somando 11min45s aos 21min05s de defasamento que já tinha.
 
Na segunda perna do dia, Karyakin disparou de vez para colocar as duas mãos no troféu do Dakar 2017. O russo, salvo algo que dê incrivelmente errado no sábado, vai se tornar o sexto campeão da competições de quadriciclos do rali. Ele completou em 3h58min22s, 20min41 à frente do polonês Daniel Domaszewski. O segundo colocado na classificação geral, Ignacio Casale, chegou mais de 55min atrás. Desta forma, Karyakin chega à última etapa com uma frente de 1h16min24s.

Rali Dakar, 11ª Etapa, Motos:

1 17 PAULO GONÇALVES POR HRC RALLY
CRF 450 RALLY HONDA
3:18:47  
2 11 JOAN BARREDA ESP HRC RALLY
CRF 450 RALLY HONDA
3:19:56 00:01:09
3 6 ADRIEN VAN BEVEREN FRA YAMAHA MOTOR EUROPE
WR450F
YAMAHA
3:21:25 00:02:38
4 8 GERARD FARRES GUELL ESP HIMONSA
450 RALLY
KTM
3:24:51 00:06:04
5 14 SAM SUNDERLAND ING RED BULL KTM FACORY TEAM
450 RALLY REPLICA KTM
3:26:12 00:07:25
6 31 PIERRE ALEXANDRE RENET FRA ROCKSTAR ENERGY
HUSQVARNA
3:26:49 00:08:02
7 15 MICHAEL METGE FRA HRC RALLY
CRF 450 RALLY HONDA
3:27:52 00:09:05
8 67 FRANCO CAIMI ARG HONDA SOUTH AMERICA
HONDA
3:29:08 00:10:21
9 2 STEFAN SVITKO ESL SLOVNAFT TEAM
450 RALLY REPLICA
KTM
3:29:18 00:10:31
10 16 MATTHIAS WALKNER AUS RED BULL KTM FACORY TEAM
450 RALLY REPLICA
KTM
3:29:20 00:10:33

Rali Dakar, 11ª Etapa, Quadriciclos:

1 254 SERGEY KARYAKIN RUS TEAM AL DESERT
YAMAHA
3:58:22  
2 258 DANIEL DOMASZEWSKI ARG MEC TEAM
HONDA
4:19:03 00:20:41
3 250 RAFAL SONIK POL SONIK TEAM
YAMAHA
4:22:11 00:23:49
4 263 PABLO COPETTI ARG MV DEVESA
YAMAHA
4:30:07 00:31:45
5 257 NELSON AUGUSTO SANABRIA GALEANO PAR SANABRIA
YAMAHA
4:34:30 00:36:08
6 267 KEES KOOLEN HOL MAXXIS DAKAR
BARREN
4:38:01 00:39:39
7 262 BRUNO DA COSTA POR LA COMPAIGNE DU LIT
YAMAHA
4:42:29 00:44:07
8 284 KAMIL WISNIEWSKI POL SONIK TEAM
YAMAHA
4:50:58 00:52:36
9 251 IGNACIO CASALE CHI XRAIDS
YAMAHA
4:53:41 00:55:19
10 276 ZDENEK TUMA TCH BARTH RACING
YAMAHA
4:58:04 00:59:42

Últimas Notícias
quarta-feira, 24 de maio de 2017
Indy
Indy
Nascar
Indy
F1
MotoGP
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Superbike
Galerias de Imagens
Facebook