Rali
13/01/2017 18:22

Peterhansel vê vantagem no Dakar ameaçada, mas se recupera e fica perto do título entre carros. Loeb vence 11ª etapa

Sébastien Loeb partiu para o tudo ou nada na penúltima etapa - e última especial longa - do Rali Dakar 2017. E deu muito certo na primeira metade da especial, quando tirou a maior parte da vantagem que tinha Stéphane Peterhansel. Mas o 'Mr. Dakar' se recuperou na segunda perna do dia, praticamente anulando o tempo de Loeb e encaminhando o título #13 de sua carreira
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro
 

Rali Dakar 2017, 11ª etapa
San Juan (ARG) – Río Cuarto (ARG)
Trecho cronometrado: 292 km
Trecho total: 759 km

A recuperação silenciosa de Peterhansel na segunda metade da etapa a Río Cuarto mostrou mais uma vez porque o francês é chamado de 'Mr. Dakar'. Encostar um pouco, ainda que perdendo a etapa, foi suficiente para minar a recuperação de Loeb. Numa das brigas mais acirradas dos últimos tempos, Peterhansel fez tudo o que dava entre a relargada e o quarto posto de cronometragem eletrônica. Depois até conviveu com Loeb abrindo um pouco mais, mas sob controle. Até que, após o último ponto de cronometragem, atacou de novo e chegou apenas 18s atrás.
 
Uma forte briga pelo terceiro lugar terminou com Orlando Terranova segurando a concorrência e abocanhando o posto. A tríade formada por Giniel de Villiers, Yazeed Al Rajhi e Cyril Despres mudou loucamente de posição nos últimos três trechos cronometrados, mas terminou por formar o top-6.
 
A etapa final, que leva os competidores até Buenos Aires, é composta por uma especial de apenas 64 km, embora o deslocamento seja de quase 800 km. Peterhansel, salvo um problema sério, só precisar desfilar com o carro para se sagrar campeão.
Stéphane Peterhansel (Foto: Red Bull Content Pool)
Loeb entra com fogo, mas Peterhansel mostra porque é o 'Mr. Dakar'
 
A 11ª e penúltima etapa começou comtoda a decepção de Mikko Hirvonen, que nem apareceu na cronometragem ao final da quinta-feira. O finlandês até completou o estágio até San Juan, mas apenas 4h44min atrás de Stéphane Peterhansel, o tirando completamente da disputa por um resultado de ponto no comando do carro da Mini.
 
Enquanto isso, Peterhansel saiu na frente tentando proteger uma vantagem de 5min05s para Sébastien Loeb. O multicampeão mundial de rali acordou cheio de gás, no entanto, para buscar o título. No primeiro trecho de cronometragem em que passaram, já tirara 1min42s para Peterhansel. E no final da primeira perna do estágio, a diferença havia sido cortada pela metade. Loeb liderava por 2min56, ficando agora apenas 2min54s atrás do segundo colocado da especial, Peterhansel.
 
Os outros competidores apenas se viam numa disputa para ser o melhor do resto. E nessa foi Giniel de Villiers quem começou melhor, mas não resistiu ao ritmo aumentado do Mini de Orlando Terranova na parte final da primeira metade do estágio, 7min26s atrás de Loeb. Cyril Despres, De Villiers, Nani Roma e Hirvonen vinham pouco atrás. 
Sébastien Loeb durante a 12ª etapa do Rali Dakar (Foto: Red Bull Content Pool)
Depois da relargada, o que todo mundo queria de fato saber era se Loeb seguiria abrindo de Peterhansel para dar o bote ainda no penúltimo dia. Os dois saíram praticamente juntos, mas a animação de Sébastien foi contida. Depois de voar na primeira metade do dia, Loeb perdeu ritmo e viu sua liderança na etapa cair de quase 3min para apenas 1min05.
 
Passando do WP6, porém, Loeb conseguiu aumentar um tanto a sua liderança. Mesmo assim, com 1min31s de frente, roubar o título de Peterhansel na curta especial do sábado ficaria quase que inviável. Sabendo disso, Loeb partiu para os últimos quilômetros e chegada a Río Cuarto tentando tirar o máximo possível do carro de Pegueot.
 
Os dois ainda sobravam em relação à dura briga pelo terceiro posto, que tinha Terranova, De Villiers, Yazeed Al Rajhi e Despres separados por apenas 1min30s e invertendo posições a todo momento.
Campeão em 2013, Eduard Nikolaev também integra o forte time russo na América do Sul (Foto: Red Bull Content Pool)
CAMINHÕES
 
Sem dar sopa ao azar, Nikolaev encaminha título
 
Eduard Nikolaev ainda tinha uma liderança incerta entrando na penúltima especial do Dakar 2017, mas na chegada a Río Cuarto pode preparar a comemoração. O russo está muito próximo do título após ampliar a vantagem para mais de 10min ao vencer a última parada antes de rumar a Buenos Aires.
 
O líder da classificação geral do Dakar entre os caminhões abriu a etapa já dando o tom e encaminhou. Não exatamente disparou, porque o argentino Federico Villagra foi atrás dele e conseguiu se manter dentro de 1min - foi exatamente em 1min que ficou a diferença dos dois ao final da primeira perna do dia. 
 
E Villagra foi mantendo o ritmo sem parecer perder fôlego. Chegou a passar e aparecer no quinto ponto de cronometragem eletrônica na liderança, mas acabou perdendo espaço para o líder. No fim, o argentino chegou 52s apenas atrás de Nikolaev. Dmitry Sotnikov, o segundo colocado no geral, viu sua chance de ser campeão praticamente soterrada ao cruzar a primeira perna em quarto e apesar de ganhar espaço depois e findar o dia em terceiro, vai para a especial final a 17min atrás. 
 
Desta forma, Nikolaev precisa apenas evitar problemas muitíssimo sérios na curta especial derradeira. Serão apenas 64 km cronometrados dentro de um deslocamento de quase 800 km. Como vem sendo nos últimos anos, a competição terminará na capital argentina.  

Rali Dakar, 11ª Etapa, Carros:

1 309 SÉBASTIEN LOEB
DANIEL ELENA
FRA TEAM PEUGEOT
3008 DKR PEUGEOT
3:21:15  
2 300 STÉPHANE PETERHANSEL
JEAN-PAUL COTTRET
FRA TEAM PEUGEOT
3008 DKR PEUGEOT
3:21:33 00:00:18
3 308 ORLANDO TERRANOVA
ANDREAS SCHULZ
ARG X-RAID
JOHN COOPER WORKS RALLY MINI
3:27:52 00:06:37
4 302 GINIEL DE VILLIERS
DIRK VON ZITZEWITZ
RSA TOYOTA GAZOO
HILUX TOYOTA
3:28:16 00:07:01
5 306 YAZEED ALRAJHI
TIMO GOTTSCHALK
SAL X-RAID
JOHN COOPER WORKS RALLY MINI
3:28:40 00:07:25
6 307 CYRIL DESPRES
DAVID CASTERA
FRA TEAM PEUGEOT
3008 DKR PEUGEOT
3:28:47 00:07:32
7 310 ERIK VAN LOON
WOUTER ROSEGAAR
HOL VANLOON
HILUX OVERDRIVE TOYOTA
3:35:03 00:13:48
8 320 CONRAD RAUTENBACH
ROBERT HOWIE
ZIM OVERDRIVE TOYOTA
TOYOTA
3:35:47 00:14:32
9 305 NANI ROMA
ALEXANDRE HARO
ESP OVERDRIVE TOYOTA
HILUX TOYOTA
3:36:19 00:15:04
10 321 MARTIN PROKOP
ILKA MINOR
TCH MP-SPORTS
F150 EVO FORD
3:38:31 00:17:16

Rali Dakar, 11ª Etapa, Caminhões:

1 505 EDUARD NIKOLAEV
EVGENY YAKOVLEV
VLADIMIR RYBAKOV
RUS KAMAZ MASTER
KAMAZ
3:56:47  
2 502 FEDERICO VILLAGRA
JORGE PEREZ COMPANC
ANDRES MEMI
ARG TEAM DE ROOY
IVECO
3:57:39 00:00:52
3 501 AIRAT MARDEEV
AYDAR BELYAEV
DMITRY SVISTUNOV
RUS KAMAZ MASTER
KAMAZ
4:06:40 00:09:53
4 513 DMITRY SOTNIKOV
RUSLAN AKHMADEEV
IGOR LEONOV
RUS KAMAZ-MASTER
KAMAZ
4:08:41 00:11:54
5 500 GERARD DE ROOY
DAREK RODEWALD
MOISES TORRALLARDONA
HOL PETRONAS TEAM
IVECO
4:11:28 00:14:41
6 507 TON VAN GENUGTEN
ANTON VAN LIMPT
BERNARD DER KINDEREN
HOL DE ROOY
IVECO
4:14:27 00:17:40
7 503 ALES LOPRAIS
JIRI STROSS
JAN TOMANEK
TCH TARTRA BUGGYRA
TARTRA
4:16:51 00:20:04
8 525 WULFERT VAN GINKEL
ERIK KOFMAN
BERT VAN DONKELAAR
HOL DE ROOY
IVECO
4:19:30 00:22:43
9 518 MARTIN MACIK
FRANTISEK TOMASEK
MICHAL MRKVA
TCH BIG SHOCK
LIAZ
4:22:45 00:25:58
10 522 ALEKSANDR VASILIEVSKI
DZMITRY VIKHRENKA
ANTON ZAPAROSHCHANKA
BLR MAZ
MAS
4:25:36 00:28:49


Últimas Notícias
sábado, 24 de junho de 2017
MotoGP
MotoGP
F1
Stock Car
MotoGP
F1
F1
MotoGP
MotoGP
F2
F1
MotoGP
MotoGP
MotoGP
sexta-feira, 23 de junho de 2017
Indy
Galerias de Imagens
Facebook