Seletiva BR
30/11/2016 16:49

Coletta garante título da Seletiva de Kart Petrobras 2016. Sereia vence segunda bateria e fecha em 3º

Marcel Coletta venceu a edição 2016 da Seletiva de Kart Petrobras. O piloto de apenas 15 anos chegou em quarto na segunda bateria final e se sagrou campeão do evento. Gabriel Sereia triunfou na última prova
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
O paulista Marcel Coletta, de apenas 15 anos, é o campeão da 18ª edição da Seletiva de Kart Petrobras. O evento, com um dos patrocínios de maior duração no esporte a motor nacional, teve sua final nesta quarta-feira (30) no kartódromo da Granja Viana, em Cotia.
 
Marcel ficou com o título ao somar 40 pontos nos dois dias de competição e levou R$ 70 mil em dinheiro. O brasiliense Lucas Okada, de 16 anos, ficou com o vice e faturou R$ 6 mil. O paulista Gabriel Sereia, de 17 anos, venceu a segunda bateria final e, numa reviravolta, levou o terceiro posto.

Estreante na disputa da Seletiva, Coletta comemorou muito a conquista. O piloto terminou o primeiro dia da competição na liderança e, na decisão, venceu uma das baterias finais, assim correndo com o regulamento debaixo do braço, chegando em quarto na última prova para garantir a pontuação máxima.
 
"Não esperava vencer na minha estreia na final. Eu esperava andar na frente, estar na disputa. Mas, como tinha alguns veteranos, como o Bruno Bertoncello e o Gabriel Sereia, que ficou em terceiro, eu sabia que seria bem difícil", contou o campeão.
Coletta com o troféu de campeão (Foto: Fábio Oliveira/Radical Motors)
"Esse ano vem sendo um ano perfeito e maravilhoso. Tudo o que eu esperava e desejava está acontecendo. Vou tentar manter o foco para que 2017 seja igual a esse ano", continuou o piloto, que elogiou todo o trabalho da Seletiva de Kart Petrobras.
 
Já o vice-campeão Okada chegou "comendo pelas beiradas" e, no final, engrossou a disputa com Coletta. Ele foi o segundo colocado nas duas baterias finais. "Foi muito complicado chegar até aqui. Foram muitos pilotos ótimos do Brasil inteiro tentando a vaga. Eu consegui progredir muito rápido, então isso foi ótimo para mim. Consegui achar a libra, o acerto certo do kart e acho que alguns pilotos não conseguiram. Eu tirei uma vantagem disso e passei a ser rápido a partir da terceira tomada de tempo. Foi ótimo", explicou o brasiliense.
 
"Não esperava ser vice-campeão logo na primeira participação. Foi uma surpresa também estar rápido aqui. Estou muito feliz em estar entre os melhores pilotos do Brasil. Isso foi essencial para mim. Com certeza, eu vou voltar no ano que vem para ser campeão", garantiu.
 
Fechando os três vencedores, Sereia é o único que já havia disputado uma final da Seletiva - foi sétimo em 2015. O piloto partiu para a última prova em sexto na tabela de pontos e já sem chances de ser campeão, mas foi pra cima e garantiu a vitória e a premiação. 
 
"Começou bem difícil para mim essa segunda final da Seletiva de Kart Petrobras. Tive alguns problemas no primeiro dia. Não fui muito bem na tomada de tempos e no confronto direto eu acabei perdendo nos pontos por muito pouco as duas baterias. Hoje, na primeira corrida, meu pneu acabou furando, e depois disso, para mim o terceiro lugar já estava longe, mas depois, na segunda corrida, eu fiz tudo certinho e a pontuação dos outros pilotos também me ajudou, pois eu precisava de uma série de resultados deles para conseguir o terceiro lugar e deu tudo certo", destacou o paulista. 
A vitória de Sereia na Final 2 (Foto: Fábio Oliveira/Radical Motors)
Binho Carcasci, organizador e idealizador da Seletiva de Kart Petrobras, também analisou a disputa desta edição histórica. "Alcançamos a maioridade e na mesma casa onde começamos essa história toda. Foi muito bacana. Tivemos dois dias de disputas, com as tomadas de tempo e uma das baterias eliminatórias no primeiro dia e a segunda bateria eliminatória e as finais no segundo. E os pilotos tiveram de lidar com condições adversas, com pista úmida, pista muito molhada pela chuva e isso tudo só valoriza a conquista do campeão principalmente", ressaltou.
 
"O Sereia, que chegou no pódio, teve uma virada surpreendente. Ele largou para a última corrida em sexto e venceu. Fico feliz em saber que a gente pode proporcionar um regulamento e equipamento que permitam que o piloto com seu próprio talento e força de vontade consiga chegar à vitória", lembrou Carcasci, que também elogiou o campeão e o vice.
 
"O Marcel já chegou aqui como um dos favoritos, apesar da pouca idade, e eu diria até que ele dominou. Teve uma bateria só que ele teve um pouco mais de dificuldade e na última prova da final que ele chegou em quarto, mas sabia que podia correr com o regulamento debaixo do braço e podia controlar a situação um pouco melhor. O Okada, ninguém falou muito dele no primeiro dia e ele veio quietinho, com sua paciência oriental e acabou conseguindo um grande resultado", finalizou Carcasci.
Os três vencedores da Seletiva (Foto: Fábio Oliveira/Radical Motors)
Os três também foram premiados com a participação no programa de orientação da Seletiva de Kart Petrobras, que prevê teste de F4 Italiana na Europa, teste em simulador de F1, ação de preparação física, entre outros.
 
Na segunda bateria final, na tarde desta quarta-feira, Sereia partiu de sexto no grid para vencer a disputa, com Okada em segundo, Bruno Bertoncello em terceiro e Coletta em quarto.
 
Confira o resultado da Final 2:
1º Gabriel Sereia (SP) 20 voltas em 12min23s092    
2º Lucas Okada (DF) a 1s910 
3º Bruno Bertoncello (RS) a 2s236 
4º Marcel Coletta (SP) a 2s499 
5º Luiz Filipe Matheus (SP) a 7s577              
6º Arthur Leist (RS) a 17 voltas
 
Os seis primeiros na pontuação final da Seletiva de Kart Petrobras 2016:
1º MARCEL COLETTA (SP) - 40 pontos
2º LUCAS OKADA (DF) - 36
3º GABRIEL SEREIA (SP) - 31
4º ARTHUR LEIST (RS) - 30
5º BRUNO BERTONCELLO (RS) - 30
6º LUIZ FILIPE MATHEUS (SP) - 29

Últimas Notícias
sexta-feira, 28 de abril de 2017
F1
F1
F1
F1
Motociclismo
F1
quinta-feira, 27 de abril de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook