Seletiva BR
10/12/2016 19:11

Melhores da Seletiva de Kart Petrobras, Coletta, Okada e Sereia realizam testes em simulador de carro da GP2 na Itália

Marcel Colleta, Lucas Okada e Gabriel Sereia passaram o sábado (10) testando um modelo da GP2 na tradicional pista de Spa-Francorchamps. O teste foi através de simulador: o trio está em Modena, iniciando uma série de atividades na Europa
Warm Up
Redação GP, de São Paulo


A tão esperada programação europeia para os três melhores colocados na final da Seletiva de Kart Petrobras começou neste sábado (10) em Modena, na Itália. O campeão de 2016, Marcel Coletta, o vice Lucas Okada e o terceiro colocado Gabriel Sereia passaram o dia na Allin Sports trabalhando em um simulador profissional de corrida.
 
O equipamento da empresa do engenheiro russo Anton Stipinovich, que já desenvolveu simuladores para várias escuderias da Europa, simula com realismo todas as reações de um carro de corrida. E a pista escolhida não poderia ter sido melhor: os jovens pilotos simularam um carro da GP2 no circuito belga de Spa-Francorchamps.
 
Foram seis sessões de treinos para cada piloto. Três na parte da manha e três na parte da tarde com diferente número de voltas. Os tempos melhoravam constantemente, principalmente depois da analise de telemetria e do mapa do circuito.
 
“Este simulador foi uma experiência incrível que a Seletiva de Kart Petrobras pode nos proporcionar”, disse Coletta, o campeão. “Com certeza vou levar este aprendizado para a sequencia da minha carreira. O freio me chamou muito atenção por ser muito duro. Mas fui me acostumando e melhorando meus tempos. Foi incrível”, seguiu.
Lucas Okada, Marcel Coletta e Gabriel Sereia (Foto: Fábio Oliveira)

Para o vice-campeão Lucas Okada, este treino de simulador pode ajudar nos treinos no início da próxima semana em Pavia no circuito Tazio Nuvolari.
 
“Testamos um dos melhores simuladores do mundo. Foi muito bom para mim que nunca andei em um carro de fórmula. Já deu para sentir algumas reações, como freio, principalmente. No simulador podemos ir um pouco além para achar o limite. Foi muito bom este treino. Estou muito feliz e me sinto mais preparado para a próxima semana”, comentou Okada.
 
Gabriel Sereia, que já tem experiência no kart europeu, sentiu a diferença para os fórmulas.
 
“No começo foi difícil porque nunca andei em um fórmula. Mas foi muito legal, porque a cada ‘entrada na pista’ eu melhorava meu tempo, aprendia sobre aerodinâmica e freio, que é totalmente diferente do kart. O freio é curto e duro. Tem que saber principalmente frear, não só acelerar, para virar um bom tempo”, apontou Sereia.
 
Para Binho Carcasci, organizador da Seletiva de Kart Petrobras, este simulador faz parte do aprendizado de todo piloto.
 
“Mostrar para eles como funciona um simulador profissional é muito importante. Hoje em dia, por limitação de testes, vários pilotos e equipes, até mesmo da F1, passam horas treinando em simuladores. E hoje estivemos em um dos melhores equipamentos do mundo. Com certeza foi importante para os três kartistas, principalmente porque nunca andaram em um fórmula. Temos certeza que na pista real no início da semana, eles chegam um pouco mais preparados”, comentou. 
 
Neste domingo (11) os pilotos da Seletiva de Kart Petrobras partem para Pavia, na região da Lombardia. Segunda e terça-feira o simulador fica para trás e os jovens poderão acelerar um carro de fórmula ‘real’. Serão dois dias de treinos com a equipe italiana de Fórmula 4 DieGi Motorsport. O time é comandado por Matteo Di Persia, que tem mais de 20 anos de experiência no automobilismo, tendo passado por categorias como GP2 e World Series.

Últimas Notícias
sexta-feira, 23 de junho de 2017
F1
Indy
MotoGP
F1
F1
F1
F1
Indy
F1
Endurance
F1
F1
MotoGP
F2
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook