Stock Car
17/07/2016 17:51

Barrichello aproveita pane de Camilo, passa Khodair na linha de chegada e vence corrida 2 da Stock Car em Cascavel

O desfecho da rodada dupla da etapa de Cascavel foi épico. Thiago Camilo tinha tudo para vencer a corrida que fechou a etapa deste domingo (17), mas uma pane na volta final colocou tudo a perder. Allam Khodair assumiu a liderança, mas foi ultrapassado na reta final, nos metros finais, por Rubens Barrichello
Warm Up, de Cascavel
FERNANDO SILVA, de Cascavel
Thiago Camilo lembrou Nigel Mansell no GP do Canadá de 1991. Assim como o 'Leão' em Montreal, o paulista passou a última volta na liderança e tinha tudo para vencer a corrida 2 da Stock Car em Cascavel neste domingo (17). Mas uma pane nos metros finais colocou tudo a perder e colocou a vitória no coloco da equipe Full Time. Aí, Khodair assumiu a liderança, seguido muito de perto por Rubens Barrichello. Mas o piloto dono do maior número de largadas da F1 não se contentou em ser segundo: nos metros finais, quase na linha de chegada, ultrapassou o companheiro de equipe e venceu por 0s081 de vantagem. Um desfecho de tirar o fôlego no Autódromo Zilmar Beux.

Khodair alegou falta de combustível no fim para a perda repentina de performance que acabou possibilitando a vitória de Barrichello. Julio Campos terminou no pódio, seguido por Marcos Gomes. Mas o paranaense da C2 se envolveu em um incidente com Ricardo Maurício, que bateu na entrada da reta dos boxes. Felipe Guimarães foi o quinto colocado, à frente de Galid Osman, Valdeno Brito, Max Wilson. Felipe Fraga, que manteve a liderança do campeonato, fechou em nono a corrida 2, seguido por Ricardo Zonta.

Camilo, de líder, terminou a prova apenas em 11º colocado.

O resultado da rodada dupla deste domingo em Cascavel manteve Fraga na liderança. O tocantinense abriu 21 pontos de vantagem para Gomes e agora está com 133 pontos, contra 112 de Marquinhos. Max Wilson é o terceiro colocado e tem 110, enquanto Cacá Bueno e Daniel Serra, companheiros de equipe na Red Bull, tem 101.

A Stock Car agora fará uma longa pausa em virtude dos Jogos Olímpicos e volta à ativa em 11 de setembro com a disputa da Corrida do Milhão, em Interlagos, São Paulo.
Rubens Barrichello brilhou nos momentos finais da corrida 2 em Cascavel (Foto: Miguel Costa Jr.)
Saiba como foi a corrida 2 da Stock Car em Cascavel

A pole-position, levando em conta a regra do grid invertido, era de Daniel Serra, com Sergio Jimenez em segundo e Felipe Fraga em terceiro. Mas quem tinha todas as condições de vitória era Thiago Camilo, que já havia feito sua parada na corrida 1, assim como Rubens Barrichello e Allam Khodair. Os pilotos que estavam à frente não tinham ido aos boxes.

Assim, logo na primeira volta, foi inevitável que vários pilotos fossem aos boxes. Serrinha continuou na pista, seguido por Max Wilson e Sergio Jimenez. Fraga, por sua vez, puxou a fila nos boxes para fazer o reabastecimento. Em razão do baixo desgaste de pneus em Cascavel, até em virtude do frio, os pilotos, em sua maioria, não trocaram pneus. Átila nem conseguiu fazer sua parada, já que acabou ficando de fora da prova logo no início.
Átila Abreu ficou de fora da corrida 2 em Cascavel logo no começo (Foto: Reprodução)
Jimenez assumiu a liderança depois que Serrinha foi aos boxes, com Ricardo Zonta pulando para segundo. Mas o líder, considerando quem ainda tinha de ir para os boxes, era Thiago Camilo, que vinha em ótimas condições para tomar a dianteira e vencer em Cascavel. Mais atrás, Bia Figueiredo e Felipe Guimarães se envolviam em uma disputa na Curva do Bacião, com a pilota da Bassani levando a pior e ficando de fora.

Em seguida, foi a vez de Zonta parar para fazer seu reabastecimento. Assim, Jimenez continuava na frente e era seguido por Camilo, Khodair e Barrichello, com Lapenna vindo em quinto colocado. Mas a liderança do piloto da Cavaleiro durou até a sexta volta, quando ele finalmente levou o carro #73 aos boxes. Aí foi a vez de Thiago acelerar para abrir vantagem e partir para a vitória em Cascavel.

A diferença de Camilo para Átila, o segundo colocado, era muito pequena, pouco mais de 1s. Mas o piloto da RCM mantinha o controle da corrida e fazia uma boa sequência de voltas. Khodair, por sua vez, se segurava diante da pressão do seu companheiro de equipe, Barrichello. Estava claro, contudo, que a briga pela vitória ficaria entre os três, salvo alguma surpresa.
Dianteira do carro de Casagrande se solta em Cascavel (Foto: Reprodução)
No pelotão intermediário, Gabriel Casagrande e Denis Navarro se envolveram em um incidente, e toda a dianteira do carro do paranaense da C2 simplesmente se soltou, fazendo com que o piloto perdesse o equilíbrio do carro. Tanto Gabriel como também Navarro deixaram a corrida pouco depois.

Camilo continuava na frente e já não era mais tão ameaçado por Khodair. Por sua vez, o 'Japonês Voador' vinha um pouco à frente de Barrichello. A luta pela vitória parecia mesmo definida em Cascavel. Marcos Gomes vinha em quarto e estava somando pontos importantes visando o campeonato, subindo novamente para a vice-liderança. Cacá Bueno, por sua vez, estava em 16º depois de levar a melhor em outro duelo, desta vez com Vitor Genz.

Nas voltas finais, Gomes conseguiu passar Barrichello, não só subiu para terceiro, mas também ameaçou o segundo lugar de Khodair. Mas numa disputa por posição no Bacião, Rubens tocou no carro da Cimed. Marquinhos rodou e ficou fora da disputa pelo pódio, mas voltou em sexto lugar, atrás também de Ricardo Maurício e Julio Campos. O incidente colocou Barrichello sob investigação. Mas ele não poderia imaginar o que aconteceria a seguir.

Lá na frente, ninguém poderia mesmo ameaçar a soberania de Camilo. Só mesmo o imponderável. E foi o que aconteceu na volta final da corrida. Thiago abriu o último giro na liderança e parecia mesmo ter a vitória nas mãos, mas uma pane nos metros finais colocou uma vitória certa cair por terra. Aí a liderança ficou com Khodair, mas o 'Japonês Voador' teve de lidar com a perda de performance causada pela falta de combustível no final. Assim, Barrichello, na base da raça, fez a ultrapassagem no fim da corrida e venceu de forma improvável em Cascavel.

1 111 RUBENS BARRICHELLO SP FULL TIME Chevrolet   28 voltas
2 18 ALLAM KHODAIR SP FULL TIME Chevrolet +0.061  
3 4 JÚLIO CAMPOS PR C2 Chevrolet +4.080  
4 80 MARCOS GOMES SP CIMED Peugeot +11.872  
5 66 FELIPE GUIMARÃES GO FULL TIME PRO GP Chevrolet +23.160  
6 28 GALID OSMAN SP RCM Chevrolet +34.757  
7 77 VALDENO BRITO PB TMG Chevrolet +42.659  
8 65 MAX WILSON SP RC Chevrolet +44.436  
9 88 FELIPE FRAGA PA CIMED Peugeot +46.943  
10 10 RICARDO ZONTA PR A.MATTHEIS Chevrolet +1:09.654  
11 21 THIAGO CAMILO SP RCM Chevrolet +1 volta NC
12 90 RICARDO MAURÍCIO SP RC Chevrolet +1 volta  
13 0 CACÁ BUENO RJ RED BULL Chevrolet +1 volta  
14 56 DANILO DIRANI SP RZ Chevrolet +1 volta  
15 8 RAFAEL SUZUKI SP VOGEL Chevrolet +1 volta  
16 9 GUGA LIMA PR TMG Chevrolet +1 volta  
17 26 RAPHAEL ABBATE SP HOT CAR Chevrolet +1 volta  
18 46 VITOR GENZ RS CARLOS ALVES Peugeot +1 volta  
19 73 SÉRGIO JIMENEZ SP CAVALEIRO Peugeot +2 voltas  
20 12 LUCAS FORESTI DF FULL TIME PRO GP Chevrolet +7 voltas NC
21 29 DANIEL SERRA SP RED BULL Chevrolet +7 voltas NC
22 110 FELIPE LAPENNA SP HOT CAR Chevrolet +13 voltas NC
23 5 DENIS NAVARRO SP VOGEL Chevrolet +14 voltas NC
24 83 GABRIEL CASAGRANDE PR C2 Chevrolet +14 voltas NC
25 70 DIEGO NUNES SP BASSANI Chevrolet +16 voltas NC
26 74 POPÓ BUENO RJ CAVALEIRO Peugeot +17 voltas NC
27 63 NESTOR GIROLAMI ARG CARLOS ALVES Peugeot +22 voltas NC
28 3 BIA FIGUEIREDO SP BASSANI Peugeot +27 voltas NC
29 51 ÁTILA ABREU SP A.MATTHEIS Chevrolet   NL
30 11 CÉSAR RAMOS SP RZ Chevrolet   NL
PADDOCK GP #37 ABORDA FIM DE SEMANA INTENSO NO ESPORTE A MOTOR



Últimas Notícias
segunda-feira, 20 de novembro de 2017
MotoGP
Endurance
F-E
F1
MotoGP
Nascar
MotoGP
F3
F1
F1
Stock Car
domingo, 19 de novembro de 2017
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Brasileiro de Marcas
Galerias de Imagens
Facebook