Stock Car
05/09/2016 13:59

Cacá mantém parceria após saída da Red Bull da Stock Car, mas admite: “É triste que uma equipe tão vitoriosa chegue ao fim”

Com a Red Bull, Cacá Bueno conquistou três dos seus cinco títulos na Stock Car. E almeja chegar ao sexto ao fim desta temporada. O carioca não escondeu a tristeza pelo fim da equipe, mas afirmou que mantém a parceria com a marca na sequência da sua carreira. O pentacampeão disse que anunciará seu futuro em breve
Warm Up
Redação GP, de Sumaré

As histórias de Cacá Bueno e da Red Bull na Stock Car meio que se confundem. Foi um casamento praticamente perfeito, que resultou em três títulos de pilotos (2009, 2011 e 2012), dois de equipes (2009 e 2012), 15 vitórias, 22 poles e nove voltas mais rápidas. Além de tudo, Cacá foi o grande responsável por fazer da equipe um sinônimo de vitórias na principal carreira do automobilismo nacional. Mas todo ciclo chega ao fim, e o do carioca de 40 anos na equipe chefiada por Andreas Mattheis se encerra com o término da temporada 2016.
 
É um adeus da equipe, mas não propriamente da marca. A parceria entre Cacá Bueno e Red Bull, que nasceu em 2004, vai permanecer, garantiu o pentacampeão. Assim como Cacá, a Red Bull mantém parceria com Daniel Serra e também com Felipe Fraga, protegido de Bueno e forjado para ser seu sucessor, porém não mais no carro taurino na Stock Car.
Um dos gestos mais frequentes da Stock Car nos últimos anos: Cacá Bueno comemorando feitos com a Red Bull (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Uma vez que a Red Bull não estará mais em ação na próxima temporada, resta saber qual será o destino de Cacá Bueno. O piloto anunciará em breve seu destino, indicando que, além da Stock Car, pretende disputar outras categorias, como fez no ano passado, quando competiu no GT Series ao lado de Sergio Jimenez e de Fraga pela equipe de Antonio Hermann.
 
Cacá encara a saída da Red Bull da Stock Car com enorme tristeza, mas também como algo que faz parte de um processo natural. “É triste que uma equipe tão vitoriosa chegue ao fim. Quando fui convidado a participar da reestruturação da Red Bull Racing, em 2009, eu já estava com a marca desde 2004. Ao aceitar, tive a certeza de estar tomando a decisão certa para a minha carreira. Foram oito anos, três títulos, 15 vitórias e 22 pole-positions... Os números não negam que foi um período de sucesso”, salientou.
A parceria entre Cacá e Red Bull é uma das mais vitoriosas da história da Stock Car (Foto: Bruno Terena/Red Bull Content Pool)
 
Bueno se mostrou compreensivo em face ao fim das atividades da Red Bull na Stock Car e agradeceu ao trabalho realizado pela equipe em todos esses anos.
 

“Imagino que a decisão de acabar com o time não tenha sido fácil para a Red Bull, muito pelo contrário, mas são os ciclos da vida. Só tenho de agradecer ao Andreas Mattheis por sua dedicação e competência e a todo o time Red Bull Racing pelos oito anos. Isso não muda nada na minha vontade, gana e foco, que é e sempre foi a luta por vitórias e títulos. E é isso que vou fazer até o fim da minha carreira. E este ano juntos lutaremos pelo hexa”, avisou.
 
“Em breve, anunciarei o meu futuro. Em quais categorias e em quais estruturas competirei, sempre em busca de quem compartilhe desses ideais. A trajetória da Red Bull Racing chega ao fim, mas não a parceria de 13 anos e oito títulos brasileiros”, concluiu Cacá, que ajudou a Red Bull a ser campeã não apenas com cinco títulos na Stock Car, mas também três taças no extinto Trofeo Linea.
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS


Últimas Notícias
quinta-feira, 30 de março de 2017
F1
F1
Stock Car
MotoGP
F2
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook