Stock Car
19/11/2017 17:25

Na Goiânia 500, Félix da Costa reafirma que é muito acima da média, Átila vai bem e Serra mostra ritmo de campeão

A última rodada dupla e penúltima etapa da temporada 2017 da Stock Car refletiu mais uma vez o alto nível dos seus pilotos. Alguns se destacaram muito, como Ricardo Zonta e Átila Abreu, que voltaram a colocar a TMG/Shell Racing no pódio em Goiânia nas corridas 1 e 2, respectivamente. Mas os grandes nomes do fim de semana foram, sem dúvidas, Daniel Serra, cada vez mais perto do título, e António Félix da Costa, que provou toda a sua qualidade no Autódromo Internacional Ayrton Senna
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Sumaré

A Stock Car teve outra rodada dupla empolgante na temporada 2017, cada vez mais perto do seu desfecho. Neste domingo (19), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, a principal categoria do automobilismo brasileiro refletiu novamente a fase iluminada de Daniel Serra, que pavimentou mais um trecho do seu caminho rumo ao título. Líder do campeonato, Serrinha fez valer o melhor carro e todo seu talento para cumprir com o dever de casa depois de ter garantido a pole-position. A exemplo do que aconteceu em abril na primeira etapa da temporada, Daniel levou a RC/Eurofarma a uma vitória categórica na corrida 1 com ritmo de campeão. Na segunda, somou pontos preciosos ao terminar em nono.
 
Serrinha abriu 19 pontos de vantagem para Thiago Camilo, que não teve um fim de semana dos mais positivos ao terminar em oitavo a corrida 1 e em quarto na segunda prova do fim de semana. O resultado como um todo da Goiânia 500 faz com que Daniel precise de um quarto lugar na disputa decisiva em Interlagos, em 10 de dezembro, independente do que Camilo alcance para conquistar pela primeira vez o título da Stock Car.
 
Claro, Camilo é um grande piloto, mas Serra, por tudo o que tem feito na temporada, com quatro vitórias e quatro poles, é o grande merecedor do título, provando tal condição novamente neste domingo. Agora, os dois grandes adversários ao longo de toda a temporada vão enfrentar uma prova decisiva e, também, traiçoeira. 
Daniel Serra: cada vez mais perto do título da Stock Car (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Por ser uma etapa de pontuação dobrada, o mínimo erro pode colocar o trabalho de um ano inteiro todo a perder. No ano passado, o resultado fez justiça a Felipe Fraga, que garantiu o título contra um inspirado Rubens Barrichello de forma dramática em Interlagos. Mas também é preciso lembrar que o esporte nem sempre costuma ser justo, como avisa o próprio Serra.
 
“Vamos trabalhar, normalmente, em busca do melhor resultado. Esse é o nosso foco, até porque, em Interlagos a pontuação é dobrada e o campeonato ainda não acabou”, alertou o líder do campeonato.
 
Thiago reconhece que sua situação não é das mais fáceis, mas invocou o retrospecto de respeito que ostenta em Interlagos, onde alcançou cinco das suas 23 vitórias na Stock Car. 
Thiago Camilo tem missão difícil, mas não impossível em Interlagos (Foto: Fábio Davini/Vicar)
“A gente vem brigando o ano todo pela ponta do campeonato. Às vezes eu tenho um carro melhor, às vezes minha equipe traça uma estratégia boa e pontuamos nas duas corridas, ganhando na soma, e nesse fim de semana o Daniel estava o tempo todo com um carro melhor. Seguimos na briga até a bandeirada final em Interlagos. É a pista onde tenho mais vitórias e vamos pra cima”, garantiu.
 
 
Mas a viagem parece que foi o de menos para o talentoso português, que novamente reafirmou sua condição de piloto acima da média. Com ótimo desempenho no treino livre que teve no seco e na classificação, ‘Formiga’ encarou de frente os rivais na corrida 1, saiu de sexto e subiu ao pódio pela terceira vez na Stock Car, a primeira solo, atrás somente de Serra e de um excelente Ricardo Zonta. Como seria bom tê-lo no grid da Stock Car durante todo o ano. Um atrativo a mais para os fãs da velocidade, que teriam a chance de ver uma categoria elevando ainda mais seu nível.
António Felix da Costa: o grande nome do fim de semana em Goiânia (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Zonta foi muito bem e ficou muito perto da vitória, de repetir o feito conquistado na primeira rodada dupla da temporada, na mesma Goiânia. O curitibano comprovou o grande trabalho feito pela TMG/Shell Racing, liderada por Thiago Meneghel, que provou ter ótimo acerto para o traçado seletivo do Autódromo Ayrton Senna. Tanto que, na corrida 2, Átila Abreu aproveitou bem a chance de largar na frente, segurou a liderança mesmo depois da pressão final sofrida por Max Wilson. Foi a segunda vitória do sorocabano na temporada, a quarta do time americanense — que ainda aguarda o recurso sobre a vitória obtida por Zonta em Tarumã, retirada após punição. A TMG/Shell Racing foi a equipe que mais somou pontos na Goiânia 500, 57.
 
 
“Goiânia passou a ser a minha pista favorita! Desde que a Stock voltou para cá em 2014, já foram duas poles, a segunda vitória e outros pódios. Uma pena o problema de motor na classificação, mas trocamos para hoje e o possante ficou muito bom. Fico feliz com a vitória, foi um bom passo para terminar o campeonato entre os três primeiros. Ainda temos uma pequena chance de tentar o vice-campeonato”, destacou o sorocabano.
Átila Abreu completou outro grande fim de semana para a TMG/Shell Racing (Foto: Fábio Davini/Vicar)
“Vamos trabalhar para chegar tinindo a Interlagos na última corrida. Usei muitos pushes na primeira corrida, então na segunda corrida tive de administrar no final e foi uma corrida muito desgastante. Agora é focar para São Paulo mas também para 2018”, complementou.
 

Thiago Meneghel ressaltou exatamente a competitividade da equipe nesta reta final de campeonato, tendo como ponto alto na temporada exatamente as provas em Goiânia. 
 
“Saímos da briga pelo campeonato, mas de uma forma honrosa. Foi uma pena a classificação do Átila ontem, tínhamos uma grande expectativa de ele largar mais à frente e estar na briga pela vitória já na primeira prova, como o Zonta fez. Mas é um resultado que mostra a força da equipe e vem crescendo. É a quinta vitória da equipe no ano, estamos muito felizes. Falta melhorar alguns pontos, com certeza, mas vamos seguir o caminho, que está certo”, festejou o engenheiro depois de comemorar mais uma vitória em 2017.
MELHOR DE 2017

COM TÍTULO EM TEMPORADA DIFÍCIL, MÁRQUEZ É PILOTO DO ANO


Últimas Notícias
domingo, 10 de dezembro de 2017
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Brasileiro de Turismo
Brasileiro de Marcas
Brasileiro de Turismo
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
F1
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook