Turismo
14/12/2015 07:30

Campeão do Brasileiro de Turismo, Campos pensa em ascensão à Stock Car, mas diz que “ainda não tem nada certo”

Márcio Campos venceu de forma dominante a temporada 2015 do Brasileiro de Turismo. Entretanto, a prova decisiva foi marcada por muito sofrimento, com o carro bastante danificado após acidente na primeira volta. A meta do gaúcho, agora, é a Stock Car, mas nada ainda está acertado para 2016
Warm Up, de Interlagos
GABRIEL CURTY, de Interlagos
Márcio Campos confirmou o favoritismo e ergueu a taça de campeão da temporada 2015 do Brasileiro de Turismo. A conquista, entretanto, veio com muito sofrimento, já que o gaúcho teve inúmeros problemas oriundos de um acidente logo na primeira volta. No fim, Campos chegou em 14º, suficiente para levantar o caneco.

Campos contou ao GRANDE PRÊMIO que temeu pela perda do título quando, após escapar dos enroscos da largada, foi acertado nas curvas seguintes.
 
“Acho que foi uma corrida para entrar para a história. A gente tinha tudo para ter uma corrida tranquila, tive um carro perfeito o fim de semana inteiro e ainda consegui escapar dos problemas na largada. Mas chegou na reta oposta e eu tomei pancada de tudo quanto era lado, naquele momento achei que tinha perdido o campeonato”, disse.
 
O gaúcho explicou que o carro estava todo danificado durante a prova, que teve um pneu furado e, mesmo assim, conseguiu levantar a taça.
 
“Felizmente o carro conseguiu aguentar, de certa forma. Estava todo torto, com volante virado em 90 graus na reta, até furei o pneu por conta desse desgaste, mas felizmente deu tudo certo no final, consegui garantir o título”, seguiu.
Márcio Campos comemora o título do Brasileiro de Turismo (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Campos exaltou o trabalho da Motortech e o desempenho que teve durante toda a temporada de 2015.
 
“Nossa temporada foi excelente, conseguimos os 26 pontos de vantagem antes da prova de hoje que acabaram fazendo a diferença. Acho que a gente mereceu esse título mais do que ninguém, fizemos um trabalho sensacional, a equipe foi fenomenal. Eu devo esse título a eles”, afirmou.
 
O gaúcho não pensou duas vezes e confirmou que sua meta para os próximos anos é estar na Stock Car. Campos contou que já possui alguns contatos, mas assegurou que nada está certo ainda e que permanecer no Turismo em 2016 é uma possibilidade.
 
“A meta é a Stock. Eu tenho propostas para o ano que vem, mas não tem nada certo. Se não der, vou continuar no Brasileiro de Turismo e fazer mais um ano por aqui”, explicou.
 
Com todo o caos da corrida de domingo, Campos encerrou o campeonato com 175 pontos, apenas quatro a mais que Dennis Dirani, que fechou a prova em terceiro. Além disso, a Motortech, levou a melhor no campeonato das equipes.
 
Últimas Notícias
quarta-feira, 29 de março de 2017
F1
F2
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Stock Car
Indy
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook